Diretrizes promocionais

Para melhor atender a nossos fornecedores e afiliados, o ClickBank desenvolveu estas Diretrizes promocionais para fornecedores com o objetivo de ajudar a esclarecer os tipos de publicidade (mensagens, afirmações, imagens, depoimentos etc.) cujo uso é ou não permitido, incluindo, sem limitações, “Páginas de Lançamento” de fornecedores do ClickBank, todos os textos e materiais de marketing relacionados aos produtos e todos os outros materiais promocionais. Estas são meras diretrizes gerais que complementam as informações fornecidas em nosso Contrato de cliente.

Nós do ClickBank valorizamos nossos clientes; por isso, seguimos estritamente as regulamentações da Federal Trade Commission (FTC) sobre publicidade e exigimos o mesmo dos nossos fornecedores de produtos e afiliados.

Observe que mensagens e materiais promocionais, textos de anúncios, mensagens e materiais de produtos, expressos ou implícitos, estão sempre sujeitos à aprovação do ClickBank. O ClickBank reserva o direito exclusivo de atualizar e corrigir estas diretrizes a qualquer momento, sem notificação prévia, além do direito de aprovar ou rejeitar, a seu exclusivo critério, produtos, materiais de marketing, textos, rótulos e qualquer outro tipo de material promocional relacionado a vendas.

Veracidade em publicidade

Quando o consumidor vê ou ouve um anúncio, seja via Internet, rádio, televisão ou outro veículo, a legislação federal exige que ele seja fidedigno, não enganoso e, quando apropriado, esteja cientificamente fundamentado. Além destes princípios e regulamentações específicos, o ClickBank leva em conta a “impressão final” da mensagem publicitária, incluindo marketing, textos, rótulos e qualquer tipo de material promocional relacionado a vendas.

Qualquer publicidade enganosa que possa induzir de alguma forma o consumidor, afetar sua conduta ou decisão com relação a um produto ou que possa lhe causar qualquer tipo de dano constitui uma possível violação das normas da FTC, e poderemos exigir mudanças imediatas em produtos ou materiais de marketing novos ou existentes, negá-los e até mesmo suspender ou cancelar a(s) conta(s).  

Depoimentos e endossos

Todo o uso de depoimentos e endossos deve estar em conformidade com as diretrizes da Federal Trade Commission (FTC). Isso significa que os fornecedores não podem fazer declarações falsas ou enganosas em suas promoções por meio de textos impressos ou vídeo. Todas as afirmações de publicidade sobre o desempenho ou a qualidade de um produto devem ser passíveis de comprovação, ou seja, devem usar exemplos reais baseados em experiências verídicas. A declaração de que nem todos os consumidores obterão os mesmos resultados não é suficiente para legitimar uma afirmação. Depoimentos e endossos não podem ser usados em afirmações que o anunciante não possa comprovar. 

Ligações entre um endossante e o fornecedor que pareçam nebulosas ou inesperadas para o consumidor também devem ser informadas, sejam elas relacionadas a acordos financeiros que visam a endossos favoráveis, a um cargo na empresa fornecedora ou à posse de ações. Os endossos de especialistas devem estar baseados nos devidos testes ou avaliações realizados por pessoas que dominem o tema em questão.

Além disso, os afiliados não podem se fazer passar por empresas terceirizadas neutras que avaliam dois produtos visando a obter comissão sobre a venda de um deles.

Divulgações e isenções de responsabilidade

Toda e qualquer divulgação e isenção de responsabilidade relacionada a um produto deve ser clara e evidente, sem probabilidade de confundir o consumidor. Isso diz respeito a qualquer tipo de divulgação, isenção de responsabilidade, termo de venda etc., relacionado a qualquer produto ou atividade de publicidade sobre o ClickBank ou de algum modo relacionada a ele. O que significa a expressão “clara e evidente” segundo as normas da FTC?

Para realizar uma divulgação “clara e evidente”, os anunciantes devem usar linguagem direta e sem ambiguidades, bem como dar-lhe ampla visibilidade. Os consumidores devem poder perceber facilmente a divulgação. Eles não devem precisar procurá-la. Em geral, as divulgações devem:

  • Estar próximas das afirmações a que se relacionam;
  • Ser redigidas em fonte facilmente legível;
  • Aparecer em destaque contra o fundo;
  • No caso de anúncios em vídeo, a tela deve ser grande o suficiente para ser percebida, lida e entendida;
  • As divulgações em áudio devem ser redigidas com termos que os consumidores entendam facilmente e narradas em ritmo adequado, para que eles possam acompanhá-las sem dificuldade.

Uma divulgação feita em áudio e vídeo tem mais chances de ser percebida pelos consumidores. As divulgações não devem ficar ocultas em notas de rodapé, hiperlinks ou blocos de texto que as pessoas provavelmente não lerão. Se as divulgações forem difíceis de encontrar ou entender, se forem muito rápidas ou estiverem ocultas por detalhes não relacionados, ou ainda se outros elementos do anúncio ou da mensagem estiverem obscuros ou desviarem a atenção do seu conteúdo, elas não cumprem os critérios do padrão de comunicação “clara e evidente”.

Consulte também o documento em inglês FTC Guidance: How to Make Effective Disclosures in Digital Advertising (Orientação da FTC: como fazer divulgações eficazes em publicidade digital).

Telemarketing

Não permitimos produtos do tipo “ligue para ativar” nem produtos que exijam que o consumidor ligue e compre outro para validar sua compra inicial por meio do ClickBank. Não ligue para clientes que constem em listas de “não ligar” e respeite se o cliente optar por não ser contatado. Não tente usar ligações telefônicas para pressionar o cliente.

Marketing ambiental

As empresas estão oferecendo aos consumidores uma variedade cada vez maior de opções “verdes”. Ainda que suas afirmações de caráter ambiental estejam relacionadas a produtos ou pacotes, suas palavras devem estar embasadas em evidências científicas competentes e confiáveis. Para saber mais, consulte os Guias “verdes” da FTC (em inglês).

E-mail não solicitado

É sua obrigação saber como você pode e não pode usar e-mails para entrar em contato com os clientes. A Lei CAN-SPAM dos EUA estabelece requisitos para quem envia e-mails comerciais não solicitados. Ela proíbe informações de cabeçalho e linhas de assunto falsas ou enganosas. Exige também que todos os e-mails comerciais não solicitados forneçam aos destinatários um método de recusa de recebimento e sejam identificados como anúncios.

Afirmações sobre suplementos dietéticos e alimentos:

Além das regulamentações da FTC para afirmações ligadas a saúde, alimentos, suplementos dietéticos, cosméticos, produtos ingeríveis etc., o ClickBank segue estritamente as regulamentações da Food and Drug Administration (FDA). Se seu produto for regulamentado pela FDA, é sua responsabilidade entender todas as normas que possam afetar a produção, fabricação e o marketing de tal produto.

Entre as afirmações de marketing que podem ser usadas em rótulos de alimentos e suplementos dietéticos, há três categorias de afirmação definidas por estatuto e/ou regulamentações da FDA: saúde, conteúdo de nutrientes e estrutura/funcionamento. Esteja ciente de que, quando aplicável, o ClickBank solicitará aleatoriamente que os fornecedores comprovem as afirmações sobre saúde relacionadas a seus produtos.

 

  • Afirmações sobre saúde:

Além de transmitir as afirmações dos produtos de forma clara e precisa, os profissionais de marketing devem verificar se elas possuem embasamento adequado. Segundo a legislação da FTC, antes de lançar um anúncio os anunciantes devem fundamentar todas as afirmações expressas ou implícitas sobre o produto. O que constitui uma fundamentação razoável depende muito das afirmações feitas, de como elas são apresentadas no contexto geral do anúncio e de que modo são qualificadas.

A FTC e, por extensão, o ClickBank, exigem que as afirmações sobre a eficácia ou segurança de suplementos dietéticos tenham “embasamento científico qualificado e confiável”, definido em casos da FTC como “testes, análises, pesquisas, estudos ou outros tipos de evidência baseados na experiência de profissionais na área em questão, conduzidos e avaliados objetivamente por pessoas qualificadas para tal, usando procedimentos amplamente aceitos na profissão para produzir resultados precisos e confiáveis”. Este é o mesmo padrão aplicado pela FTC a qualquer afirmação feita em qualquer setor relacionada à saúde.

  • Afirmações sobre nutrientes:

A Nutrition Labeling and Education Act (NLEA), lei dos EUA de 1990, permite o uso de afirmações em rótulos que informem o nível de nutrientes contido em um alimento (ou seja, afirmações sobre o conteúdo de nutrientes) autorizadas pela FDA e em conformidade com as normas de autorização da FDA.

  • Afirmações sobre estrutura/funcionamento:

Os rótulos de suplementos dietéticos também podem conter afirmações de marketing que descrevam o efeito de uma substância na manutenção da estrutura ou do funcionamento normal do corpo, desde que não sugiram que o produto diagnostica, trata, cura ou previne doenças. A FDA não revisa nem autoriza tais afirmações. Um exemplo desse tipo de afirmação é “O produto B proporciona articulações e ossos saudáveis.” Quando um suplemento dietético for divulgado com uma afirmação desse tipo, ele deverá ser acompanhado pelo aviso de isenção de responsabilidade “Esta declaração não foi avaliada pela Food and Drug Administration. Este produto não se destina a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir doenças”.

Fabricado nos EUA

Para que um produto seja anunciado como “Fabricado nos EUA”, ele deve ser “totalmente ou quase totalmente fabricado” nos Estados Unidos. Consulte as diretrizes da FTC (em inglês) para saber mais detalhes.

Requisitos de vídeo

Os fornecedores devem enviar um roteiro completo do vídeo antes de iniciar a filmagem. Não serão aceitos vídeos sem análise prévia do roteiro.

  • Práticas permitidas:
    • Vídeos e depoimentos com atores no papel de consumidores que descrevem seu sucesso com o uso do produto só serão permitidos se o vídeo representar com precisão uma experiência típica do consumidor e incluir um aviso de isenção de responsabilidade exibida enquanto o ator faz as declarações (p. ex.: “Ator representando um consumidor”). 
    • Divulgue de forma clara e evidente o desempenho esperado em termos gerais para as circunstâncias mostradas no anúncio.
    • Vídeos e depoimentos com atores contando a experiência/história real do fornecedor (seja na 1a ou na 3a pessoa) são permitidos, mas devem incluir um aviso claro e evidente de isenção de responsabilidade identificando a dramatização feita pelo ator. Esse aviso de isenção de responsabilidade deve estar em conformidade com o documento em inglês FTC Guidance on Disclosers and Disclaimers (Orientação da FTC sobre divulgações e isenção de responsabilidade). Consulte também a seção “Divulgações e isenção de responsabilidade” para obter mais informações. Um texto isolado de isenção de responsabilidade não é considerado adequado.
    • Vídeos e depoimentos apresentando um locutor que descreve os atributos reais do produto (devem usar um aviso de isenção de responsabilidade).
    • Vídeos e depoimentos em que um consumidor real conta sua história verídica (não exigem aviso de isenção de responsabilidade, mas o fornecedor deve ter à mão um documento assinado pelo consumidor caso um órgão regulador solicite comprovação de que a história é, de fato, uma experiência real).
    • Vídeos e depoimentos em que o fornecedor real conta sua história (não exigem aviso de isenção de responsabilidade). 
  • Práticas NÃO permitidas:
    • São proibidos vídeos que apresentem ou façam referência a pessoas ou histórias de vida fictícias em que um fornecedor faz falsas afirmações como parte do lançamento do produto.
    • São proibidos vídeos que apresentem ou façam referência ao próprio fornecedor com falsas afirmações sobre seus ganhos.
    • São proibidos vídeos que não permitam que o expectador cancele ou pause a exibição. São proibidos endossos sem comprovação.

Todas as afirmações contidas no vídeo devem ser passíveis de comprovação. Os fornecedores devem estar cientes de que se a FTC, um litigante privado ou outro órgão exigir comprovação, o fornecedor deverá ter disponíveis as comprovações de todas as afirmações feitas no vídeo em questão. Se o ClickBank detectar que um produto viola essas ou quaisquer regulamentações relacionadas, ou causa problemas significativos aos consumidores com base em nosso exclusivo critério, exigiremos mudanças imediatas nos produtos ou materiais de marketing novos ou existentes, negaremos esse produtos ou materiais e, até mesmo, suspenderemos ou cancelaremos a(s) conta(s). 

Falsa escassez

O ClickBank proíbe expressamente o anúncio de falsa escassez. As mensagens de falsa escassez apresentam um quadro irreal de escassez do produto. Por exemplo, “Apenas 300 cópias” quando há um número ilimitado de cópias, indicadores de tempo em contagem regressiva para incentivar uma compra ou listas de produtos citados como oportunidade “única” ou “somente hoje” quando, na verdade, tal informação não procede.

  • Práticas permitidas:
    • Mensagens sobre escassez são permitidas apenas em caso de limitações reais de quantidade/tempo e devem ser comunicadas ao ClickBank durante o Processo de aprovação do produto. 
    • O ClickBank monitorará e restringirá as vendas ao limite alegado de unidades ou de tempo. A oferta em questão só poderá voltar a ser usada após 7 dias.
  • Práticas NÃO permitidas:
    • É proibida qualquer mensagem que afirme ou sugira que o produto estará disponível apenas por pouco tempo quando, na verdade, tal informação não procede.
    • É proibida qualquer mensagem que afirme que um produto estará disponível apenas por pouco tempo e será descontinuado quando, na verdade, haverá outras oportunidades de compra.

Preço:

  • Os preços devem ser apresentados de forma clara e evidente. O ClickBank proíbe expressamente qualquer forma enganosa de exibição de preços e reserva o direito de exigir que os fornecedores comprovem a veracidade dos preços sugeridos de venda no varejo ou os preços “pré-vendas”.

Os preços de produtos padrão com taxa única devem ser exibidos de forma clara e evidente perto do primeiro link de pagamento na Página de Lançamento.

Os preços de produtos com cobrança recorrente devem conter o valor inicial, a frequência dessa cobrança e a duração da assinatura perto de CADA link de pagamento apresentado na Página de Lançamento.

 

  • Práticas permitidas:
    • Descontos reais e genuínos sobre o preço normal.
    • Preços, opções e termos de cobrança claros e evidentes. Os preços e as opções de compra dos produtos devem ser entendidos claramente e sem esforço.
  • Práticas NÃO permitidas:
    • São proibidos preços que sugiram que um produto foi vendido anteriormente por um preço mais alto quando, na verdade, tal informação não procede.
    • É proibido apresentar preços, custo total e opções de compra de forma enganosa. Repetindo, preços e opções de compra de produtos devem ser entendidos claramente e sem esforço. É proibida qualquer forma de apresentação de preço que, a nosso exclusivo critério, confunda os consumidores.
    • Você não pode inventar um preço sugerido de venda no varejo ou preço de “pré‑venda” mais elevado. Por exemplo, um fornecedor não pode inventar o valor de US$ 99 apenas para afirmar que o valor de US$ 79 é promocional se o produto sempre foi vendido por US$ 79.
    • São proibidos produtos com cobrança recorrente (inclusive produtos de avaliação) que não apresentem, próximo ao preço inicial e de forma clara e evidente, os termos da venda e a cobrança recorrente. Se não ficar totalmente claro que seu produto está sujeito a cobranças recorrentes, ou se o consumidor precisar se esforçar para entender esse fato, o ClickBank exigirá mudanças na apresentação do preço ou rejeitará o produto.

Veja abaixo uma apresentação aceitável de preço com cobrança recorrente. O produto inicial custa US$ 9,95 mais 4 (quatro) pagamentos mensais subsequentes de US$ 37. Observe o tamanho mínimo da fonte, 12 pontos, e o contraste entre as cores do preço e do fundo. Exemplo:

portu_marketplace.png 

 

Se o ClickBank detectar que um produto viola estas ou quaisquer regulamentações relacionadas, ou causa problemas significativos aos consumidores com base em nosso exclusivo critério, exigiremos mudanças imediatas em produtos ou materiais de marketing novos ou existentes, negaremos esses produtos ou materiais e, até mesmo, suspenderemos ou cancelaremos a(s) conta(s). 

Oferta única, vendas adicionais e “downsells”

Seu produto inicial vendido deve ser um produto independente e de interesse para seu cliente. Estratégias de preços “loss leaders” são aceitáveis, mas produtos “isca” são inaceitáveis e considerados enganosos. Produtos oferecidos em vendas adicionais e os descontos oferecidos a esses produtos (“downsells”) devem representar um aprimoramento ou complemento do produto inicial. Exigir a compra de um produto em venda adicional ou em “downsell” para viabilizar o funcionamento do produto inicial é prática inaceitável e resultará na suspensão ou no cancelamento da conta.

Nas vendas adicionais e nos “downsells”, devem ser exibidos links e botões de recusa (“Não, obrigado”) de forma clara e evidente na página, em conformidade com estes padrões:

  • O tamanho mínimo da fonte deve ser 12, mas pode ser maior se for necessário destacá-los de outros textos ou imagens. Ser evidente. O botão ou link de recusa, ou “Não, obrigado” deve ser claro, óbvio e fácil de ser usado. O consumidor não deve precisar ler toda a página para vê-lo.
  • Fonte em cor contrastante em relação ao fundo.
  • O link de recusa deve estar na mesma visualização que uma página com padrão de exibição 1024 x 768 ou em qualquer tela de dispositivo móvel que o link/botão de aceitação da oferta. Ou seja, não deve ser preciso rolar a página para ver os links/botões “Sim” e “Não, obrigado”.

Técnicas promocionais

Práticas NÃO permitidas:

  • O ClickBank não permite táticas de marketing que incitem ou de alguma forma gerem medo, pânico, caos etc.
  • O ClickBank não permite táticas de marketing que façam discriminação religiosa, cultural, racial, sexual, por nacionalidade, identidade de gênero, orientação sexual, idade etc.
  • São proibidos logotipos de grandes marcas/corporações em quaisquer materiais de marketing, inclusive em Páginas de Lançamento ou Páginas de Agradecimento (exceto logotipos de cartões de crédito ao lado dos links de pagamento), a menos que o fornecedor tenha permissão documentada fornecida pela marca ou corporação em questão para usar sua propriedade intelectual.
  • É proibido o uso não autorizado do logotipo do ClickBank. Para informar-se sobre as formas de uso autorizadas, consulte nosso artigo Diretrizes de uso de marca registrada.
  • É proibido o uso de critérios de qualificação quando isso não for realmente necessário à compra do produto. Os critérios de qualificação devem ter outros de desqualificação devidamente demonstrados.
  • São proibidas declarações que sugiram que o uso do produto é mais fácil do que ocorre na realidade (por exemplo, “botão de um toque para ganhar dinheiro” ou “rendimentos com três palavras”). O ClickBank exige que todos os lançamentos busquem de forma razoável refletir o esforço necessário real ou típico para alcançar os resultados típicos. Estimulamos a arte da venda, mas não use recursos de “maquiagem”. Não é razoável presumir que alguém com pouca ou nenhuma experiência em marketing pela Internet possa obter lucros na casa dos seis dígitos com uma hora ou menos de esforço diário. É mais plausível esperar que, com atenção, esforço e tempo dedicado, uma pessoa com pouca ou nenhuma experiência em marketing pela Internet consiga complementar sua renda.
  • Afirmações do tipo “Como visto no…” sem documentação que comprove que o produto foi exibido em estações e programas de TV e/ou nas revistas que estão listadas (não é exigido para a aprovação do produto, mas será perguntado se o fornecedor possui a comprovação para fornecer, se solicitado).
  • “Ofertas cegas”, definidas como lançamentos de vendas que prometem ao consumidor ganhos ou aquisições sem qualquer detalhe específico sobre como o produto cumpre tais promessas. As Páginas de Lançamento do ClickBank, especialmente no nicho de marketing pela Internet/ganhe dinheiro on-line, devem ser claras quanto às técnicas ou táticas que o produto ensina ou usa para levar resultados ao consumidor.
  • Se o ClickBank detectar que um produto viola estas ou quaisquer regulamentações relacionadas, ou causa problemas significativos aos consumidores com base em nosso exclusivo critério, exigiremos mudanças imediatas em produtos ou materiais de marketing novos ou existentes, negaremos esses produtos ou materiais e, até mesmo, suspenderemos ou cancelaremos a(s) conta(s).
Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação

0 Comentários

Por favor, entre para comentar.
Powered by Zendesk